domingo, 5 de julho de 2015

A formatura - Peça Teatral

A formatura


Entra um rapaz e seu amigo.
Rodrigo
- Cara, você viu que carrão! É o conversível mais lindo que eu já vi!
É tudo que eu mais quero, com certeza meu pai não vai me negar, afinal semana que vem é minha formatura, ele vai me dá algum presente.
Flávio
- É, do jeito que seu pai é rico, com certeza ele vai lhe dar.
Rodrigo
- Vou combinar tudo com Maria a governanta lá de casa. Com certeza ele vai perguntar a ela o que eu quero.
Flávio
- É isso aí, boa sorte Rodrigo. Agora tenho que ir, tchau.

Na manhã da formatura seu pai o chama em seu escritório particular.
Pai
- Filho, eu estou muito orgulhoso de você.
 Você sabe o quanto eu te amo, aqui está o seu presente.

Ele pega o embrulho um tanto desapontado e o abre.
Rodrigo
- Uma bíblia, com todo o seu dinheiro, você me da uma BÍBLIA?”
Muito obrigado, pode ficar com seu presente.

E sai bruscamente de casa.
Passaram-se muitos anos e o jovem transformou-se num bem sucedido homem de negócios. Tinha bens, uma bonita casa e uma família maravilhosa. Lembrou-se do pai e concluiu que ele estava muito velho e que talvez devesse ir vê-lo. Não tinha estado com ele desde o dia da formatura. Enquanto se organizava para viajar, sua esposa recebe um telegrama.

Mulher de Rodrigo
- Não pode ser! Meu Deus! Querido, eu sinto muito mas, seu pai faleceu.

Rodrigo
- O que? Meu pai? não pode ser, logo agora que decidi ir vê-lo?

 Mulher
- O telegrama diz que ele deixou toda a sua herança para você e que você deve ir imediatamente pra lá.

Quando ele chegou na casa de seu pai, uma tristeza intensa e um grande arrependimento tomaram conta de seu coração. Ele começou a olhar todos aqueles importantes papéis e viu a Bíblia, ainda nova, da mesma maneira que ele havia deixado muitos anos atrás.
Emocionado, com lágrimas nos olhos, abriu a Bíblia e começou a virar as páginas. Seu pai havia cuidadosamente sublinhado um versículo: Mateus 7:11
“Se vós, pois sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso pai, que estais no céu, dará bens aos que lhe pedirem”
Rodrigo
- Não, não pode ser, como fui tolo. Carregarei para sempre este sentimento de culpa.


Na chave tinha uma etiqueta com o nome da concessionária, a mesma onde havia o tão desejado carro. Na etiqueta havia a data da formatura e as palavras “PAGO A VISTA”.Quantas vezes perdemos as bênçãos de DEUS, só porque elas não estão na embalagem que desejamos?”