segunda-feira, 4 de maio de 2015

Um dia de pastor - Peça teatral

 Uma comédia mostrando o dia de um pastor.

As necessidades de cada ovelha.

A dedicação, envolvimento, comprometimento, paciência... Necessários.

Personagens: 8 pessoas
Pastor
Maurício
Roberta
Jurides
Pessoa 1
Pessoa 2
Pessoa 3
Pessoa 4



Pastor e jovens vem de trás e param no meio do corredor:

Pastor: Então meus jovens queridos é isso, ficam com Deus e não se esqueçam de orar (pastor saindo pelo meio)

Roberta : Tchau pastor, obrigado pelas palavras... e que Deus o abençoe. Que benção que estava o culto hoje né ?


Maurício : É verdade, o pastor tem sido uma benção em nossas vidas. Eu queria ser como ele, deve ser muito bom ser pastor, ser usado por Deus, ter intimidade com o Senhor
Roberta: Mas para ter intimidade com Deus você não precisa ser pastor, você tem que buscá-lo


Maurício : Eu sei, mas é que ser pastor é algo extremamente divino, é um privilégio


Roberta : Mas não é fácil ser um pastor, nós vemos o pastor ali sempre disposto, bem humorado, mas só Deus sabe o quanto ele se dedica para a sua obra.


Maurício: Ah pode ser, mas não é difícil não, eu gostaria de viver um dia de pastor... Bem o papo está bom, mas eu vou indo...


Roberta: Tchau irmão, fica na paz


Maurício entra na porta, e Roberta pela outra
(apagam as luzes e ouve-se um estouro)
(luzes se acendem)
Sai Maurício de terno e gravata e com a bíblia


Maurício : nada como chegar em casa pra relaxar.
(batem na porta)


Roberta : Oi , pastor, estou atrasada ?


Maurício ha,ha,ha  pastor ? Eu quero ser pastor... Mas, mais pra frente... Atrasada pra que?


Roberta: Pastor o senhor sempre está bem humorado, o sr esqueceu que me pediu para trazer os nomes das pessoas que pediram oração no último culto de campanha ? Estão aqui ó...


Maurício ha,ha,ha  esses meus amigos, vocês estão brincando comigo


Roberta: Ah, Pastor sabe aquela minha vizinha problemática ?


Maurício: é eu....


Roberta interrompendo: pois é, minha mãe irá levá-la pra igreja hoje e depois do culto o sr ora por ela ?
(telefone toca)
Sai da outra porta Jurides


Maurício : Irmã Jurides ? o que faz aqui ?


Jurides: Era o irmão Antonio dizendo que a reunião de obreiros será às 15hrs, mas não se esqueça que você tem que levar a Nila e o Ismael no ensaio.


Roberta: Pastor, está aqui a lista, estou indo
(batem na porta, Roberta cumprimenta e vai embora)


Pessoa 1: Paz pastor... que bom encontrá-lo em casa! Estou aflita, agoniada, preciso de uma palavra sua de consolo. Lembra que me acusaram de roubo lá no serviço ? Então eles estão realmente achando que fui eu. E eu já falei que não , eu, não sei o que faço, o sr já falou que é para eu orar que Deus vai mostrar o culpado. Mas pastor, é difícil ficar esperando
(telefone toca)


Maurício : irmã Jurides de novo ?
J

urides : sim , quem mais poderia ser ....
Oi, sim só um minutinho...é pra você, a irmã Roberta precisa falar urgente.
(Jurides pega Pessoa 1 e leva-a pra dentro)


Maurício: O que será que ela esqueceu ?Alô


Roberta : Pastor, espero não estar incomodando, mas eu queria saber se tem algum problema em convidar um pastor de outra denominação pra levar uma palavra para os jovens


Maurício: Roberta e isso é urgente ? E eu acho que não...


Roberta : Ô pastor se o sr acha, quem terá certeza então ?


Maurício: Pare com isto, eu não sou pastor e pergunte para o pastor.


Roberta: Misericórdia pastor, o sr precisa de férias


Maurício : é mesmo preciso, fica na paz irmã, tchau
(batem na porta - Maurício vai atender)


Pessoa2: paz pastor.. O sr está ocupado ? Tem 15 minutos ?


Maurício: não sei, o telefone pode tocar, ou a porta sei lá...
Pessoa2: ah tudo bem... O sr pode me acompanhar até em casa, é o pai que está bêbado e perturbado em casa.


Maurício: eu não posso agora, mas vou localizar o pastor e vê o que ele pode fazer
P2: Pastor , qual pastor ?


Maurício: Tá, tá, vai pra casa que eu já passo lá (Maurício vai se sentar)
(P2 sai)
(bate de novo)


Maurício (fala meio não acreditando): ha ha ha a porta ?
(Maurício vai e abre a porta bem devagarzinho)


Pessoa3 entra com tudo


Pessoa3 : Pastor, pastor, meu bom pastor vim agradecê-lo por sua visita em minha casa e meu filho melhorou, sei que Deu o usou grandemente
(telefone toca)


Maurício : Alô
Jurides sai com a irmã


Pessoa1 : pastor muito obrigado....(vê a outra P3) paz irmã... como vai você e seu filho ?  ((o telefone toca) elas diminuem o diálogo)


Maurício : alô, oi , sim irmão, paz, estou ouvindo liga daqui 2 minutos, ou melhor amanhã, amanhã, ou outra semana, ou melhor, ano q vem ...(desliga o fone)


Maurício : ... E vocês duas poderiam conversar lá fora?


P1 e 3 : Credo pastor, está expulsando nós ?


Maurício: não, não, eu estou cansado e daqui a pouco vai chegar mais gente...


P3: ah, o sr está esperando visita!


Maurício: não, não estou, nem precisa esperar, eles sempre estão chegando pela porta da frente, pelos fundos, janelas, eles estão por toda parte,


P1 : Vamos irmã, o pastor anda bem cansado


P3 : Vamos sim, paz pasto,r tchau


Maurício: tchau, tchau
(pastor vai e senta no sofá, suspiro um UFA!)
(P4 pela "janela" dando um susto no pastor)


P4: Paaaaz  Pastor, como vai o sr, eu estava passando e como vi tudo aberto, aí eu deduzi que o sr estaria em casa e por isso vim dar uma passadinha.. E para aproveitar pra perguntar se o sr estará muito ocupado na terça, porque  eu gostaria de conversar com o sr.


Maurício: olha pela maneira que a coisa está indo, eu acho q só vou atendê-lo no ano que vem.


P4 : há, ha, há, ano que vem ? o sr está bem humorado


Maurício: (pedindo silêncio) : Xiiiiiii fala baixo


P4: O que foi Pastor?


Maurício: Não quero que saibam que eu estou aqui, todos me perseguem


P4: Ah, pastor é porque  todos te amam meu pastor....(canta:) Pastor eu te amo meu 

Pastor, Pastor eu te amo meu Pastor...


Maurício: Xiiiii fala baixo


P4: Viu ? Então te aguardo


Maurício: tá, tá, paz
Maurício falando sozinho: Vida de pastor tem que ser dirigida por Deus pra conseguir dar conta de tantas ovelhas, tem que ser chamado mesmo, Senhor me ajude, quero voltar a ser o Maurício, ainda não estou preparado para ser pastor, somente quando Tu mandares.... Cadê o meu pastor ???
(apaga e acenda a luz)
(batem na porta, ele vai abrir com medo)

Maurício: Pastooooorrrr que bom vê-lo, que saudades, o senhor voltou, como eu o amo, o senhor precisa de ajuda? Eu posso ficar na sua casa para atender ao telefone, deve tocar bastante né ? Se quiser eu até levo a Nila e o Ismael para o ensaio. Ou se o senhor quiser, eu posso arrecadar as batatinhas para a irmã Jurides quando tiver churrasco. Ou também posso ajudá-lo na sua agenda e....


Pastor: Calma irmão, porque você está tão eufórico ??


Maurício: Ah Pastor deixa pra lá, mas eu o amo muito viu ??


Pastor rindo: Obrigado eu também amo você.
Maurício: Não pastor EU amo mais o senhor
( e o abraça)

Fonte: Teatro Cristão.